Saiu na Mídia

Jornal Gaúcha ZH – Segundo Caderno – 22/11/17 (veja aqui). Veja no site (leia aqui).

Diana e Mário Corso autografam “Adolescência em cartaz: psicanálise e filmes para entendê-la” na próxima sexta feira (por Cláudia Laitano)

Poucas coisas apavoram mais os pais de crianças pequenas do que a perspectiva de ver aquela criaturinha adorável, que nunca refuga um colinho, sendo lentamente substituída por um pirralho difícil de agradar e com marcada preferência por territórios livres de adultos e com boa conexão à internet. A má notícia: esse dia chega mais rápido do que os pais novatos imaginam. A boa notícia: para quem souber aproveitar, esses anos aparentemente conflagrados podem ser de muito aprendizado para ambos os lados.
Com o livro Adolescência em Cartaz: Filmes e Psicanálise para Entendê-la, os psicanalistas Diana e Mário Corso, pais de duas jovens adultas, dão uma mãozinha para quem está passando – ou vai passar em breve – pela experiência de conviver com adolescentes. Autores dos livros Fadas no Divã (2006), sobre contos de fadas, e Psicanálise na Terra do Nunca (2011), sobre fábulas contemporâneas, Diana e Mário exploram agora outra vertente da cultura pop em busca de elementos que, a partir da psicanálise, iluminem o comportamento de jovens e adultos da nossa época.
O foco aqui são filmes, de diferentes épocas, que colocaram em evidência a dor e a delícia de não ser mais criança e ainda não ter a responsabilidade dos adultos – de clássicos como Juventude Transviada (1955), Laranja Mecânica (1971) e Carrie, a Estranha (1976) à série 13 Reasons Why, que estreou em março no catálogo da Netflix. Estruturado como um curso, o livro aproveita temas presentes nessas histórias para discutir as principais dúvidas dos pais com relação à criação dos filhos nesta etapa. Uso de drogas, necessidade de autoafirmação, iniciação sexual, distúrbios alimentares, isolamento social, baixa autoestima e uso exagerado da tecnologia, entre outros problemas que costumam afligir os adultos, estão entre os tópicos abordados, sempre com uma linguagem clara e envolvente, acessível a leigos em psicanálise. De brinde, no último capítulo, um ensaio extra aborda redes sociais, games e pornografia na internet.
Segunda temporada de 13 Reasons Why deve trazer outras versões da história
Os pais que buscarem no livro um manual para operar adolescentes talvez se surpreendam ao refletir mais sobre a própria adolescência do que sobre a dos filhos – e não será por acaso. Um dos pontos defendidos pelos Corso é que o primeiro passo para entender um adolescente é aceitar a própria adolescência.
– A adolescência marca tanto quanto os primeiros passos da vida. Só que nesta segunda rodada os ideais não vêm de fora, da família: somos nós mesmos que nos cobramos. Precisamos lidar com as críticas que nosso adolescente interior faz ao adulto que nos tornamos – explica Mário Corso.
Uma dica para pais confusos?
– Meu conselho seria: não imite seu filho. Não confunda as gerações, fique na sua. Os filhos têm seu tempo, já tivemos o nosso. Tente não usurpar-lhes o protagonismo – sugere Diana.